alexmedawayhasleftthebuilding

Updated blogs: alex…. and PerfectPreflopPlay both at blogspot.com

Vamo, junho!

. Continuo com o problema de estar acordando numa hora bizarra pra jogar pôquer. Mas dei minha caminhada no pátio do condomínio (acordei uma mulher num dos andares baixos de outro bloco, pelo visto, que me gritou, “Não funga. Respira!”, daí restringi o percurso a este lado de cá pra parar de incomodá-la), vi uns Dexters, levei a tradução do texto do aplicativo pra uns três quartos do total, e, quando acabei isso tudo, eram umas 8 da manhã e decidi que estava bastante bem pra começar uma sessão. Felizmente, ganhei o meu sétimo torneio do ano – e, pra não perder o costume, foi mais um torneio pequeno, tecnicamente um sit-and-go de 180 pessoas.

. Sétima vitória em 3910 torneios, mas com um grande asterisco. Primeiro, uma parte grande do que eu jogo são satélites, e eu ganhei 99 satélites no ano, e, embora estas vitórias não possam ser contadas como vitórias em torneios normais, elas certamente valem alguma coisa. Talvez o melhor jeito de calcular seja subtraindo mesmo os satélites do número total de torneios. Não tenho exatamente o número de satélites, mas dá pra estimar em 1.400. Então agora são 7 vitórias em 2.510 torneios. A média de jogadores nestes torneios foi de 2.530. Bom, não existe conta mais fácil do que esta, pois é óbvio que o jogador médio vai ganhar um torneio de 2.530 pessoas uma vez em 2.530, que é praticamente igual a uma vez em 2.510, e, como sabemos, eu ganhei 7 em 2.510, portanto 7 vezes mais do que a média. Não tive muita sorte, porém, nos finaizinhos, pois fiquei 11 vezes em segundo e 9 vezes em terceiro, mas, como fiquei entre os 3 primeiros mais vezes do que a média, não dá pra reclamar.

. Outros números importantes: a tal da assustadora má fase de quase 400 entradas perdidas já está quase caindo para menos de cem, pouco mais do que uma coceira. Ainda estamos em 773 torneios dos 3 mil que eu postulei como limite, dentro do qual seria “impossível” não ganhar um dinheiro simpático. Apesar de não ser uma prova estatística suficiente, a verdade é que, se eu alcançar esta meta num bloco de 3 mil que incluiu a pior sequência de MTT´s que eu já vi, vou considerar o teorema como verdadeiro. Se for, haverá nele um poder muito grande – qual seja, o de saber que é “impossível” não ganhar dinheiro dentro de um tempo tal (digamos dois meses se eu jogar pra caralho, mas dificilmente mais do que quatro meses).

. O outro número importante é o do lucro acumulado nos torneios de 180 pessoas, que eu jogo aos montes. Boa parte da fase apocalíptica foi causada por uma fase terrível nestes, que chegaram a dar um ligeiro prejuízo no ano, no pior ponto da fase. Mas, claro, os resultados se equilibram, e, agora já com uma amostra de mais de 1.200, eles voltaram a ser bem lucrativos. De fato, não parece má ideia ser um profissional exclusivo deles – há quem o faça com bom resultado -, mas estes não são do tipo de torneio que pode mudar a sua vida no fim de semana, de modo que realmente não me vejo deixando de jogar os torneios gigantescos, e estes menores estarão lá, enquanto eu precisar, ajudando a controlar a variância psicótica dos ubíquos colossos de 8 mil jogadores do PokerStars.

Navegação de Post Único

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: